sexta-feira, 7 de julho de 2017

FC Porto 7-6 Benfica de 13/02/1993


Recorde hoje o vídeo do jogo de hóquei em patins FC Porto 7-6 benfica da época 1992/93 realizado a 13 de Fevereiro de 1993 no Pavilhão Dr.Américo de Sá nas Antas. Eram tempos de renovação no hóquei do FC Porto... No início da época 92/93, houve renovação da equipa (saíram entre outros o capitão Alves, o Argentino Allende, Vítor Hugo e Tó Neves) enquanto António Vale assumia pela 1ª vez o cargo de treinador principal da equipa sénior de hóquei em patins dos azuis e brancos. Entraram na equipa Didi, Eduardo Pinheiro e os ex-juniores Filipe Santos, Geitoeira e Pedro Lopes, e os dragões com uma equipa muito mais jovem (faziam ainda parte do plantel 92/93 Franklim, Nuno Marçal, Gustavo Dias, Realista, Vítor Bruno, Tó Rocha e Rui Neto), surpreenderam pela positiva, fazendo um campeonato de grande nível, entrando na penúltima jornada na frente da prova com 67 pontos contra 66 do Barcelos de José Fernandes e 65 do Benfica de Carlos Dantas (os dragões não podiam perder nenhum ponto nos 2 últimos jogos, pois mesmo um empate cedido já serviria ao Barcelos, que com os mesmos pontos que nós, ficava logo em vantagem, já que empatou nas antas 6-6 e ganhou em casa 4-1). Nessa penúltima jornada, e perante uma arbitragem muito má, os pupilos de António Vale perderam em Paço de Arcos por 5-4, entregando de bandeja o título ao Barcelos (que ganhou os 2 últimos jogos) que acabou assim por ser campeão pela 1ª vez na sua história. O FC Porto ficou em 2º a 1 ponto do Barcelos (71 contra 72), e com os mesmos pontos do Benfica (3º). Os dragões garantiram o 2º lugar na tabela pela vantagem adquirida no confronto directo perante o Benfica (empate 3-3 na Luz e vitória azul e branca nas Antas por 7-6), e tiveram que jogar grande parte da época com o guarda redes suplente pois Franklim lesionou-se, pois se assim não fosse, talvez o título não tivesse fugido à jovem equipa azul e branca.
 
É desse emocionante jogo das Antas (Porto 7-6 benfica) que diz respeito o vídeo em anexo, os dragões venceram as águias por 7-6 numa jornada que já pertencia à 2ª volta e que deixou o FC Porto bem próximo do Barcelos (mais tarde viríamos mesmo a chegar à liderança após uma sofrida vitória em Alvalade por 5-3, sendo que nas Antas o Sporting também já tinha perdido por 5-1) e praticamente afastou o Benfica da revalidação do título ganho em 91/92.Neste jogo de Fevereiro de 1993 com um ambiente fantástico no Américo de Sá, o FC Porto chegou ao intervalo a vencer por 4-1, depois, já na 2ª parte, aumentou a vantagem para 7-2 que viria a ser atenuada para um tangencial 7-6 final, com grande festa nas Antas após uns sofridos 3 minutos finais (Tó Neves, no único ano em que jogou no benfica, esteve quase a conseguir a igualdade). Ricardo Geitoeira com 4 golos, Carlos Realista com 2 e Filipe Santos com 1, foram os marcadores de serviço por parte do FC Porto.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

FC Porto 26-26 Benfica de 02/05/1992


Recorde hoje o vídeo do jogo da 6.ª jornada da fase final do campeonato de andebol disputado nas Antas entre FC Porto e benfica a 2/5/1992, um sábado à noite, desafio transmitido pela rtp2. Era um jogo importantíssimo para ambos os conjuntos e o empate acabou por ser penalizador para os 2 e reconfortante para o ABC de Braga que acabou por ser campeão 4 jornadas depois com mais um ponto que o FC Porto e mais 2 que benfica e Académica. Pode deliciar-se com os golos azuis e brancos apontados, maioritariamente por Alexandre Barbosa (foi decisivo ao marcar o 26-26 a 7 segundos do fim) e pelo Soviético Oussaty. O nosso treinador era António Cunha e o adjunto José Magalhães, nosso atual diretor geral do andebol.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Vídeo do "decacampeonato" de hóquei, de 2002 a 2011


Na tarde do último sábado (17.06.2017) o FC Porto conquistou o seu 22º título no campeonato Nacional de hóquei em patins. A minha homenagem a estes novos campeões do FC Porto 2016/17 é deixar-vos este vídeo sobre o decacampeonato de hóquei conquistado pelos dragões entre as épocas 2001/02 e 2010/11. Antes destes 10 já tínhamos ganho outros 10 (entre os anos de 1983 e 2000) e ainda vencemos o de 2012/13. São quase 20 minutos de imagens em direto dos vários jogos decisivos desses 10 anos de ouro! Outro pormenor importante, nos últimos 20 anos, a última temporada em que o FC Porto não venceu nenhum dos campeonatos das modalidades mais importantes do desporto nacional (escalão sénior) ocorreu em 2000/01, há 16 anos atrás! O FC Porto já vai em 16 épocas seguidas a ganhar 1 ou + campeonatos das diversas modalidades! Já o benfica e o sporting não demonstram igual força, pois basta recordar que os encarnados ficaram a seco em 2010/11, em 2005/06, em 2003/04, em  2001/02, 2000/01, 1999/00 e 1998/99, enquanto que os leões não riscaram nada em 8 épocas de 1997 para cá, a última das quais em 2014/15. Nestes 20 anos em análise (1997/98 a 2016/17) o FC Porto venceu 40 campeonatos, o benfica 30 e o sporting 14.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Reportagem da RTP sobre o fim dos 31 anos de jejum do andebol do FCP (1999)


Reportagem da RTP nos dias que se seguiram ao final do jejum dos 31 anos do andebol do FC Porto, facto que ocorreu a 12 de Abril de 1999 quando os pupilos de José Magalhães bateram o ABC por 17-16 e conseguiram finalmente vencer um campeonato que nos fugia desde 1968.Contém entrevistas com Júlio Marques, Nélson Almeida, Eduardo Filipe, Sérgio Morgado, Ricardo Tavares, Danilo Ferreira, José Magalhães e com o lendário Armando Campos, treinador campeão pelo FC Porto em 1968... 

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Benfica 77-85 FC Porto de 02/06/1996



Trata-se do vídeo do jogo 4 da final do play-off de basquetebol, época 95/96. O jogo realizou-se no pavilhão da luz a 2 de Junho de 1996, precisamente há 21 anos! O FC Porto vencera os 2 primeiros jogos nas Antas e perdera o 3º na luz. Neste jogo 4 os pupilos de Jorge Araújo perdiam ao intervalo por 40-39 mas na 2ª metade foram absolutamente fantásticos e conseguiram de forma heróica silenciar por completo um pavilhão da luz que festejara os últimos 7 títulos da modalidade. O FC Porto acabou mesmo por vencer o jogo por 77-85 com muita azia para Mário Palma e para o seu base Carlos Lisboa que assim abandonou a carreira de jogador com uma derrota marcante. Nesta épica vitória do FC Porto destaque para os 30 pontos de Jared Miller, 18 de Rui Santos, 14 de Shane Knight e 12 de Paulo Pinto (os outros pontos foram de João Rocha-7, Raúl Santos-2 e Fernando Sá-2). E assim, desta forma brilhante, o FC Porto sagrou-se campeão nacional de basquetebol 13 anos depois festejando em pleno pavilhão do rival! Pode ver o directo da RTP2 dos últimos 4 minutos e meio do jogo, com 70-76 no marcador a nosso favor. São 2 vídeos de 10 minutos cada, com o 2º deles a incluir todos os festejos dos azuis e brancos no final da partida e ainda as entrevistas com os treinadores. 21 anos depois hoje temos o início de mais uma final entre estes 2 rivais!

quarta-feira, 24 de maio de 2017

FC Porto 5-3 Oliveirense de 29/06/1996


Trata-se do jogo da final da taça de Portugal de hóquei em patins realizado em Sintra a 29 de Junho de 1996. Os Dragões já não venciam este troféu desde 1989 (final ganha ao Paço de Arcos), e depois da supertaça Nacional ganha em finais de 1991 ao benfica, já iam em quase 5 anos sem ganhar qualquer prova interna, registando-se, todavia, nesse período, uma conquista europeia, quando o FC Porto de António Vale havia vencido a Taça Cers em 1994 numa final ganha ao Vic de Espanha. No início desta temporada 95/96, o treinador dos dragões era Cristiano Pereira sendo a meio da época substituído pela dupla Vítor Hugo e António Pires. No campeonato, o FC Porto ficou em 3º lugar atrás do campeão Barcelos (treinado por José Fernandes) e do vice-campeão benfica, mas ganhou todas as outras competições. Além desta taça de Portugal a que se refere o vídeo de hoje o FC Porto também venceu a supertaça Nacional ao Barcelos e a nível Europeu venceu a taça Cers, a 2ª da sua história e o 7º troféu Internacional da modalidade conquistado pelo clube azul e branco tendo batido na final os Espanhóis do Tordera. Voltando ao vídeo e à Taça de Portugal deve ser destacado que nas meias-finais o FC Porto teve que ir ganhar a casa do Benfica por 5-7 com grande exibição dos pupilos de Vítor Hugo com destaque para os 3 golos de Didi e 2 de Reinaldo Ventura (os outros golos foram de Tó Neves e Realista). No jogo da final, a que se refere o vídeo, o FC Porto de Vítor Hugo acabou por ganhar à Oliveirense de António Vale por 5-3, após prolongamento, numa final emocionante realizada em Sintra. A Oliveirense esteve a vencer por 1-0 e por 3-2 mas depois de um golo mal anulado a Tó Neves por Luís Rei do Minho, o FC Porto acabou mesmo por empatar o jogo a 3 golos à entrada dos últimos 2 minutos da partida por intermédio do oportuníssimo Ricardo Geitoeira! No prolongamento o FC Porto conseguiu mesmo vencer por 5-3 com Filipe Santos e Tó Neves a marcarem os tentos azuis e brancos (os 2 primeiros golos do Porto no tempo regulamentar foram de Filipe Santos e Tó Rocha). O Treinador Vítor Hugo falou emocionado à RTP e Tó Neves, o capitão, ergueu aquela que era à data a nossa 7ª taça de Portugal! O plantel do FC Porto 95/96 era composto por Franklim, Miguel Ferreira, Realista, Filipe Santos, Tó Rocha, Tó Neves, Didi, Nuno Félix, Ricardo Geitoeira e os ainda juniores Reinaldo Ventura e Óscar Pereira. Foi uma bela despedida para Franklim Pais que fez em Sintra o seu último jogo oficial como jogador de hóquei em patins! 

quarta-feira, 17 de maio de 2017

FC Porto 101-100 Benfica de 28/02/1987


É um vídeo inédito e exclusivo deste blog. Um jogo histórico e emocionante. Trata-se da final da taça de Portugal de basquetebol que se realizou a 28.02.1987 (sábado de carnaval) em Ovar com o FC Porto a bater o benfica por 101-100 com Tó Ferreira a anotar 2 pontos decisivos a 1 segundo do fim. O FC Porto de Jorge Araújo havia vencido nas meias-finais em casa do Illiabum e nesta final em Ovar defrontava o benfica de José Curado que umas semanas depois ganharia o tri. Os dragões procuravam o seu 3º título nesta prova depois dos conseguidos em 78/79 e 85/86. A final com casa cheia e ambiente soberbo realizou-se no velhinho pavilhão de Ovar com FC Porto e benfica a proporcionarem a todos os presentes um jogo memorável. O vídeo que vos disponibilizo (agradeço a ajuda de Júlio Matos) desenrola-se com o marcador em 90-90 à entrada dos últimos 5/6 minutos de jogo. Podem ver na íntegra esses minutos decisivos e toda a euforia da nossa massa associativa presente culminando com a entrega da taça de Portugal ao nosso Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa (em estágio para o jogo que iria opor FC Porto a Brondby nos quartos da TCE de futebol, 4 dias depois). O FC Porto fez o 94-90 mas o rival nunca desistiu e a 6 segundos do fim com o marcador em 99-99 há uma falta assinalada a favor do benfica que Henrique Vieira aproveita para passar os lisboetas para a frente por 99-100 (falhou o 2º lance livre). No entanto o FC Porto mete a bola rapidamente na ponta direita e Tó Ferreira sofre uma falta a um segundo do fim que acabou por ser decisiva. Tó Ferreira (grande exibição) cheio de confiança converte os 2 lances livres (1+1) e o FC Porto vence a taça de Portugal por 101-100 com grande festa da nossa massa associativa que logo invadiu o recinto de jogo! O nosso plantel de 86/87 orientado por Jorge Araújo e Alberto Babo era composto pelos seguintes jogadores: Pedro Miguel, José Cardoso, Rui Santos, Abílio Costa, Tó Ferreira, Júlio Matos, Beto Vanzeller, Rui Pereira, Steve Rocha, Lee Stringfellow, Jorge Cruz, Carlão e Fernando Caxias. Nesse sábado à noite, depois da conquista do trofeu, os dragões do nosso basquetebol passearam a taça no estádio das Antas no intervalo do FC Porto-Académica em futebol resolvido perto do fim com um golo de livre apontado pelo genial argelino Rabah Madjer… Nesse jogo histórico e memorável ganho pelo FC Porto por 101-100 (ao intervalo, 51-57), marcaram pelo FC Porto: Steve Rocha (20), Vanzeller (20), Júlio Matos (17), Tó Ferreira (17), Lee Stringfellow (16) e Carlão (11). Pelo adversário jogaram entre outros Carlos Lisboa, José Carlos Guimarães, Mike Plowden, José Luís e Henrique Vieira. Apitaram esta final Rui Valente (Lisboa) e Pedro Jorge (Porto).